FORGOT YOUR DETAILS?

CREATE ACCOUNT

Muitos de nós já vimos, ouvimos ou lemos sobre histórias de horror de raparigas que começaram o trabalho de pontas muito cedo e as terríveis consequências que isto tem para os seus pés. Muitas bailarinas tiveram até de terminar uma carreira promissora devido à dor e deformação que isso causou. Muitos pais temem que o trabalho de pontas poderá danificar os pés das suas filhas, um mito que é continuado pela datada teoria de ‘Sem dor, não há ganhos’ (‘No Pain, No Gain’), que está muitas vezes presente em comunidades da dança. Felizmente, este não tem de ser mais o caso, com o encontro da arte da dança e a ciência médica, que nos proporciona guidelines muito mais claras para técnicas de prática, e, de quando a transição para as pontas é apropriada.

ImageNo passado, muitas praticantes eram colocadas nas pontas com 7 ou 8 anos de idade. Nesta tenra idade existe pouca força nos pés e os ossos são muito vulneráveis a deformação. Mesmo aos 11 ou 12 anos os teus ossos podem ser ainda muito imaturos e precisas de muito bom controlo isolado dos teus pés, antes de progredires para as pontas, para evitares uma lesão. Se começares as pontas antes de teres treinado os músculos específicos e obtido a flexibilidade correcta nos teus pés, o delicado crescimento das cartilagens de crescimento dos ossos dos pés pode ser afectado e os dedos podem mudar de forma. Os pés de algumas bailarinas têm de facto um aspecto terrível!

No entanto, agora que sabemos muito mais sobre exactamente quais são os músculos que devem ser fortes e como fortalecê-los, os pés das praticantes são geralmente mais fortes e mais seguros do que o da maioria da população geral. Se tiveres bom controlo dos teus pés quando danças e só progredires quando estiveres tecnicamente capaz, os teus ossos irão continuar a desenvolver-se naturalmente. Isto tem de ser combinado com a nutrição apropriada e sapatilhas de suporte quando não estás a praticar. Adicionalmente, existem agora centenas de diferentes formatos de sapatilhas de pontas disponíveis, construídas por variadas companhias, para acomodar praticamente todo o tipo de pés. Se encontrares uma sapatilha que funciona bem com o teu pé, terás muito menor probabilidade de desenvolver problemas de sobre-uso relacionados com o trabalho de pontas. Se vives numa grande cidade, haverá usualmente uma loja de dança com um armazém bem abastecido, onde podes comprar umas sapatilhas de pontas com o ajuste profissional de um lojista experiente.
10x10_TPPB

Se começares a tua carreira de pontas apoiada num forte conhecimento científico baseado num treino de força e flexibilidade, nutrição saudável e controlo de core, deves progredir pela tua prática com segurança e ganhar todos os benefícios que vêm com o amor pela dança, sem dor. 

 

TPPB_Banner_portugese

Join The Ballet Blog Community & Receive 10% Off Your First Order!

TOP