FORGOT YOUR DETAILS?

CREATE ACCOUNT

Aperfeiçoar o Trabalho de Pontas para Iniciados (Improving Beginner Pointe Work)

Os professores questionam-se frequentemente como conseguir o melhor das suas alunas en pointe, e eu recebo muitas perguntas sobre como continuar a fortalecer os pés das bailarinas assim que estas se encontram em pontas de forma segura. Este artigo é a resposta à seguinte questão de um professor:

Questão:

“Olá Lisa! Obrigado por tudo o que fazes para ajudar os bailarinos a ficarem melhores naquilo que fazem. Eu tenho uma questão sobre a próxima fase do treino. Nós fazemos todos os testes de pré-pontas, mas assim que as minhas alunas iniciem as pontas, que exercícios as podem ajudar a:

  1. Desenvolver a força dos pés,
  2. Aumentar a resistência para ficar mais tempo nas pontas?
  3. Melhorar o arco do pé para uma bonita linha nas sapatilhas de pontas?”

 

Resposta:

Desenvolver a força dos pés:

·         Por favor lembre-se sempre que o treino de preparação para as pontas é o mais essencial para fortalecer os pés, no que respeita ao trabalho de pontas. Conseguir a amplitude de movimento requerida e corrigir os “padrões de activação” já estabelecidos, antes de começar as pontas, são componentes cruciais para desenvolver força uma vez em pontas. É por isto que fazer a avaliação pré-pontas e começar o trabalho de preparação de pontas, pelo menos um ano antes de planear colocar uma aluna em pontas, é tão valioso.

·         Se os corretos músculos estão a funcionar desde o início, então, uma vez postos à prova quando em pontas, estes continuarão a funcionar. Contudo, se os padrões de activação desses músculos não foram estabelecidos antecipadamente, a aluna irá estar propensa a sobre-utilizar outros músculos inapropriados, conduzindo a um possível desenvolvimento de outros problemas, mais tarde no percurso. Eu tenho quase a certeza que já possui O Sistema para Pontas Perfeitas e O Livro para As Pontas Perfeitas, por isso estou certa de que as suas alunas estão bem providas nisto!

·         Uma vez que estes padrões de movimento estejam estabelecidos, é essencial começar com alguns exercícios muito básicos em pontas. Os exercícios preparatórios que devem ser introduzidos antes da aluna começar os exercícios da aula de pontas incluem exercícios de equilíbrio e exercícios sem suporte de peso, para aprender a articular correctamente o pé na sapatilha quando inicia o trabalho de pontas. Na verdade, os rises são incluídos um pouco mais tarde, como discutido em O Meu Programa de Pontas Para Iniciados que produzi com a Vicki Attard.

Aumentar a resistência para ficar mais tempo nas pontas:

·           Os Mini Rises que a Vicki demonstra durante o Nível Um de O Meu Programa de Pontas Para Iniciados são fantásticos para desenvolver deliberadamente um bom controlo dos pés, bem como, a resistência e força dos músculos do turnoutcore e pernas. Os exercícios neste nível devem ser lentos, deliberados e focados em manter grande parte do corpo imóvel, enquanto se articula os pés. Demasiadas alunas realizam o releve rápido, e frequentemente fletem os joelhos de modo a subir completamente à box (caixa) da ponta. Pense em melhorar a resistência postural da aluna, bem como a dos seus pés, uma vez que é isto que geralmente causa fadiga nas fases iniciais;

·           Para obter verdadeira resistência para tolerar o uso das pontas, eu sugiro a muitos professores que coloquem as alunas a trabalhar em pares. Assim, uma aluna fica sentada ou deitada no chão a observar de perto os pés da sua colega, para detetar sickling (termo utilizado para denominar um erro em que o bailarino roda o tornozelo internamente, quebrando a linha reta da perna), snapping ou quebra para a amplitude final e flexão dos joelhos, enquanto os seus pés descansam ainda com as sapatilhas de pontas calçadas. Isto significa que a aluna tem as sapatilhas de pontas calçadas durante 20 minutos, mas, na verdade, faz apenas 10 minutos de exercícios em pontas. Isto ajuda a amolecer a sapatilha de forma a torna-la mais tolerável para a aluna iniciante ao trabalho de pontas.

 

·           Eu não defendo andar por casa com as sapatilhas de ponta calçadas, ou dormir com as mesmas, especialmente nos primeiros anos em pontas – uma vez que alunas mais novas irão frequentemente experimentar algumas pirouettes ou fouettes antes de conseguirem sequer fazer rises corretamente! Esta é uma das razões pela qual aconselho deixar as sapatilhas de ponta guardadas na sala de dança durante os primeiros 3 meses, até que tenha a certeza que elas não irão causar nenhum dano a si mesmas!

Melhorar o arco do pé para uma bonita linha nas sapatilhas de pontas?

  • Uma componente essencial para conseguir isto é a inclusão da ação do Doming Exercise (Exercício da Cúpula) quando progredindo da sapatilha de ¾ para as pontas. Este assegura a correta activação dos músculos Lumbricóides na parte da frente do pé, os quais são essenciais para conseguir uma linha bonita. Estes devem ser trabalhados em todos os Tendus e todos os Rises nas fases iniciais, para realmente cimentar o padrão motor correto na parte não-consciente do cérebro da aluna. Mantenha os exercícios lentos e repetitivos para que esta acção se torne natural. Obviamente, trabalhar a força para controlar a amplitude total e gradualmente aumentar a amplitude de movimento ao longo do tempo é importante, e irá acontecer através destes exercícios lentos e deliberados.

Eu espero que isto a ajude a conceber um bom programa para as suas alunas, para lhes permitir continuar a melhorar em pontas!

Pointe Resources

If you are looking to delve deeper into this topic, check out the following programs:

  • The Perfect Pointe Book: This course was originally designed to help students and dance teachers safely prepare for pointe work. The four stages of tests and exercises within the book are ideal for pre-pointe preparation classes, students close to achieving pointe shoes and students already en pointe looking for extra strength and technique training.
  • Pointe Range: This online program comprises of 41 clear and concise videos, totalling just under 2 hours play time, this course begins with a series of assessments to establish exactly what structures are restricting your pointe range. It then explores a diverse array of massage techniques, joint mobility exercises and fascial mobilisers to safely improve your pointe range. This is followed by an in depth look at retraining all of the muscles that stabilise the foot and ankle to allow you to actually use your new found pointe range in class.
  • Pointe Intensive: This online virtual workshop is designed for both Dance Teachers & Health Professionals working with dancers. This three day Intensive will give you the most up-to-date advice in the industry to help you understand your students’ needs, analyze their differences, and them you the tools to help your students become the best dancer they can be.

Can Students With Restricted Range Ever Go En Pointe?

Hi Lisa, If a student does not have good flexibility…

Does Pointe Work Hurt?

While pointe work is not exactly like wearing slippers, it…

Improving Beginner Pointe Work

Improving Beginner Pointe Work Teachers often wonder how to get…

Stretches To Improve Pointe Range

Dear Lisa, Would you happen to have any foot stretches…

Join The Ballet Blog Community & Receive 10% Off Your First Order!

TOP

All prices are shown in AUD - Please check www.xe.com for currency conversion to your local currency