FORGOT YOUR DETAILS?

CREATE ACCOUNT

Os professores questionam-se frequentemente como conseguir o melhor das suas alunas en pointe, e eu recebo muitas perguntas sobre como continuar a fortalecer os pés das bailarinas assim que estas se encontram em pontas de forma segura. Este artigo é a resposta à seguinte questão de um professor:

Questão:

“Olá Lisa! Obrigado por tudo o que fazes para ajudar os bailarinos a ficarem melhores naquilo que fazem. Eu tenho uma questão sobre a próxima fase do treino. Nós fazemos todos os testes de pré-pontas, mas assim que as minhas alunas iniciem as pontas, que exercícios as podem ajudar a:

  1. Desenvolver a força dos pés,
  2. Aumentar a resistência para ficar mais tempo nas pontas?
  3. Melhorar o arco do pé para uma bonita linha nas sapatilhas de pontas?”

Resposta:

Desenvolver a força dos pés:

·         Por favor lembre-se sempre que o treino de preparação para as pontas é o mais essencial para fortalecer os pés, no que respeita ao trabalho de pontas. Conseguir a amplitude de movimento requerida e corrigir os “padrões de activação” já estabelecidos, antes de começar as pontas, são componentes cruciais para desenvolver força uma vez em pontas. É por isto que fazer a avaliação pré-pontas e começar o trabalho de preparação de pontas, pelo menos um ano antes de planear colocar uma aluna em pontas, é tão valioso.

·         Se os corretos músculos estão a funcionar desde o início, então, uma vez postos à prova quando em pontas, estes continuarão a funcionar. Contudo, se os padrões de activação desses músculos não foram estabelecidos antecipadamente, a aluna irá estar propensa a sobre-utilizar outros músculos inapropriados, conduzindo a um possível desenvolvimento de outros problemas, mais tarde no percurso. Eu tenho quase a certeza que já possui O Sistema para Pontas Perfeitas e O Livro para As Pontas Perfeitas, por isso estou certa de que as suas alunas estão bem providas nisto!

·         Uma vez que estes padrões de movimento estejam estabelecidos, é essencial começar com alguns exercícios muito básicos em pontas. Os exercícios preparatórios que devem ser introduzidos antes da aluna começar os exercícios da aula de pontas incluem exercícios de equilíbrio e exercícios sem suporte de peso, para aprender a articular correctamente o pé na sapatilha quando inicia o trabalho de pontas. Na verdade, os rises são incluídos um pouco mais tarde, como discutido em O Meu Programa de Pontas Para Iniciados que produzi com a Vicki Attard.

Aumentar a resistência para ficar mais tempo nas pontas:

·           Os Mini Rises que a Vicki demonstra durante o Nível Um de O Meu Programa de Pontas Para Iniciados são fantásticos para desenvolver deliberadamente um bom controlo dos pés, bem como, a resistência e força dos músculos do turnout, core e pernas. Os exercícios neste nível devem ser lentos, deliberados e focados em manter grande parte do corpo imóvel, enquanto se articula os pés. Demasiadas alunas realizam o releve rápido, e frequentemente fletem os joelhos de modo a subir completamente à box (caixa) da ponta. Pense em melhorar a resistência postural da aluna, bem como a dos seus pés, uma vez que é isto que geralmente causa fadiga nas fases iniciais;

·           Para obter verdadeira resistência para tolerar o uso das pontas, eu sugiro a muitos professores que coloquem as alunas a trabalhar em pares. Assim, uma aluna fica sentada ou deitada no chão a observar de perto os pés da sua colega, para detetar sickling (termo utilizado para denominar um erro em que o bailarino roda o tornozelo internamente, quebrando a linha reta da perna), snapping ou quebra para a amplitude final e flexão dos joelhos, enquanto os seus pés descansam ainda com as sapatilhas de pontas calçadas. Isto significa que a aluna tem as sapatilhas de pontas calçadas durante 20 minutos, mas, na verdade, faz apenas 10 minutos de exercícios em pontas. Isto ajuda a amolecer a sapatilha de forma a torna-la mais tolerável para a aluna iniciante ao trabalho de pontas.

·           Eu não defendo andar por casa com as sapatilhas de ponta calçadas, ou dormir com as mesmas, especialmente nos primeiros anos em pontas – uma vez que alunas mais novas irão frequentemente experimentar algumas pirouettes ou fouettes antes de conseguirem sequer fazer rises corretamente! Esta é uma das razões pela qual aconselho deixar as sapatilhas de ponta guardadas na sala de dança durante os primeiros 3 meses, até que tenha a certeza que elas não irão causar nenhum dano a si mesmas!

Melhorar o arco do pé para uma bonita linha nas sapatilhas de pontas?

  • Uma componente essencial para conseguir isto é a inclusão da ação do Doming Exercise (Exercício da Cúpula) quando progredindo da sapatilha de ¾ para as pontas. Este assegura a correta activação dos músculos Lumbricóides na parte da frente do pé, os quais são essenciais para conseguir uma linha bonita. Estes devem ser trabalhados em todos os Tendus e todos os Rises nas fases iniciais, para realmente cimentar o padrão motor correto na parte não-consciente do cérebro da aluna. Mantenha os exercícios lentos e repetitivos para que esta acção se torne natural. Obviamente, trabalhar a força para controlar a amplitude total e gradualmente aumentar a amplitude de movimento ao longo do tempo é importante, e irá acontecer através destes exercícios lentos e deliberados.

Eu espero que isto a ajude a conceber um bom programa para as suas alunas, para lhes permitir continuar a melhorar em pontas!

Aqui está um vídeo que demonstra alguns dos exercícios de O Meu Programa de Iniciação às Pontas:

TPPB_Banner_portugese

Join The Ballet Blog Community & Receive 10% Off Your First Order!

TOP